Vacinas

Falsas contraindicações para vacinação

· Doenças benignas comuns, tais como afecções recorrentes infecciosas ou alérgicas das vias respiratórias superiores, com tosse/ou coriza, diarréia leve ou moderada, doenças da pele (impetigo, escabiose, etc);
· Desnutrição;
· Aplicação contra a raiva em andamento;
· Doença neurológica estável (síndrome convulsiva controlada) ou pregressa, com seqüela presente;
· Antecedente familiar de convulsão;
· Tratamento sistêmico com corticosteróide durante curto período (inferior a duas semanas), ou tratamento prolongado diário ou em dias alternados com doses baixas ou moderadas;
· Alergias, exceto as reações alérgicas sistêmicas e graves, relacionadas a componentes de determinadas vacinas;
· Prematuridade ou baixo peso no nascimento. As vacinas devem ser administradas na idade cronológica recomendada. (exceto o BCG, que deve ser aplicado somente em crianças com > 2Kg)
· Internação hospitalar – crianças hospitalizadas podem ser vacinadas antes da alta e, em alguns casos, imediatamente depois da admissão, particularmente para prevenir a infecção pelo vírus do sarampo ou da varicela durante o período de permanência no hospital.
HISTÓRIA OU DIAGNÓSTICO CLÍNICO PREGRESSO DE COQUELUCHE, DIFTERIA, POLIOMELITE, SARAMPO, TÉTANO E TUBERCULOSE NÃO CONSTITUEM CONTRA-INDICAÇÃO AO USO DAS RESPECTIVAS VACINAS.

0
0
0
s2sdefault