Vacinas

Meningocócica B recombinante

A meningite por meningococo tipo B não era tão comum no Brasil, mas com a redução dos casos de doença causados pelo meningococo tipo C (pela introdução da vacina contra essa bactéria no calendário de vacinação do Ministério da Saúde para menores de 2 anos), o meningo B pulou do segundo lugar (responsável por 20% dos casos) para o primeiro como causa de doença meningocócica nessa faixa de idade.

Recomenda-se o uso da vacina meningocócica B recombinante para lactentes a partir de 2 meses de idade, crianças e adolescentes.

Para os lactentes que iniciam a vacinação entre 2 e 5 meses de idade, são recomendadas três doses, com a primeira dose a partir dos 2 meses e com pelo menos 2 meses de intervalo entre elas e uma dose de reforço entre 12 e 23 meses de idade.

Para os lactentes que iniciam a vacinação entre 6 e 11 meses, duas doses da vacina são recomendadas, com dois meses de intervalo entre elas, com uma dose de reforço no segundo ano de vida.

Para crianças que iniciam a vacinação entre 1 e 10 anos de idade, são indicadas duas doses, com pelo menos 2 meses de intervalo entre elas.

Para os adolescentes e adultos são indicadas duas doses com pelo menos 1 mês de intervalo entre elas. Não há dados disponíveis para adultos acima de 50 anos de idade. Não se conhece a duração de proteção conferida pela vacina.

0
0
0
s2sdefault